Apenas Um Dia & Apenas Um Ano – RESENHA

img_1624d
Título: Apenas Um Dia
Autora: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito

Ano: 2014
Páginas: 382
Título: Apenas Um Ano
Autora: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito

Ano: 2015
Páginas: 348
Sabe aquele livro que te prende sem que você perceba? Foi isso que aconteceu comigo em “Apenas Um Dia”!
         Allyson é a protagonista dessa história, e é do tipo de garota que faz tudo certinho, tem tudo sob controle e muito bem planejado. Então assim que acaba o colégio, ela realiza  uma viagem de formatura que ganhou dos pais, uma espécie de excursão/mochilão pela Europa! O sonho de muitos, não é mesmo? Meu inclusive, aí já começa a parte boa do livro haha
Essa viagem é feita com várias pessoas desconhecidas e o mais importante: Junto com sua melhor amiga, que tá doida para finalmente viver alguma aventura, ao contrário de Allyson que não tem expectativa nenhuma sobre aquela viagem.
Porém durante essa “tediosa” excursão (fala sério né) ela conhece Willem, um cara que é completamente o oposto de Allyson. Não, não é um “bad boy” nem nenhum clichê que provavelmente tenha passado pela sua mente. Willem é um ator de teatro sem destino que vive cada dia de uma vez, fazendo o que bem entender, completamente livre e “solto pelo mundo” haha. Então nesse primeiro encontro rola uma química, é lógico.
Mesmo que Allyson pense ter sido sua imaginação, e não dê muita atenção, o destino faz com que os dois se reencontrem no momento em que a viagem de Allyson está prestes a acabar. E Willem a convida para ir com ele à Paris e, consequentemente, adiar um pouco o término desse mochilão (delíciaa!).
Para a surpresa de todos, inclusive da própria Allyson, ela aceita a proposta de visitar Paris por um dia com um completo estranho, pedindo cobertura de sua melhor amiga e  abandonando a excursão.
Nessas 24 horas Allyson vai se reinventar,  vai assumir riscos e de fato finalmente viver!

“As vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro”

         Primeiro que já me identifiquei com a personagem sistemática que é Allyson. Adoro um bom planejamento, me julguem haha e também adoro uma boa aventura!
A autora conseguiu transparecer todas as sensações da personagem ao fazer algo tão arriscado e se jogar de cabeça pelas ruas de Paris. O medo, o desespero, a adrenalina, felicidade e realização foram alguns dos sentimentos que compartilhei com Allyson ao decorrer da história. Claro que o fato de boa parte do livro se passar pela Europa já me conquistou, mas mais ainda quando percebi que o livro não se tratava de apenas um dia, como imaginei que seria, a história se aprofunda muito mais, e quando você percebe está vivendo tudo aquilo junto com Allyson! Contar o que acontece durante e após esse dia seria um tremendo spoiler, então acho justo vocês lerem para descobrir.
Uma personagem que me irritou (sempre tem alguma personagem que me irrita hahaha) foi a melhor amiga de Allyson. Posso dizer que o desenvolvimento dos personagens na história é gigante e completamente visível. E em determinado momento da trama, essa em particular me deixou muito surpresa com sua nova identidade e um tanto decepcionada. Como eu disse, me envolvo demais na história hahaha.
Me surpreendi bastante por gostar tanto desse livro, porque de uma leitura um pouco arrastada passei a devorar todas as páginas e sinceramente não sei em que momento isso aconteceu (bizarro). O que me fez querer/precisar ler o segundo livro assim que finalizei “Apenas Um Dia”.
Então em “Apenas Um Ano” foi narrada a “mesma história”, mas do ponto de vista de Willem. Se você ainda não leu “Apenas Um Dia” não leia o próximo parágrafo porque agora tem spoiler, ok? Avisei hein. 
      Em “Apenas Um Ano” conseguimos saber tudo o que aconteceu com Willem durante aquele ano que os dois passaram separados. Já que em “Apenas um Dia” só tivemos o ponto de vista de Allyson. Finalmente descobrimos todos os detalhes desse misterioso desaparecimento de Willem, e o que ele fez após a partida de Allyson. Confesso que eu esperava mais desse segundo livro. Talvez porque o que eu mais queria mesmo era saber o que acontecia depois do final de “Apenas um Dia”, no caso, eu esperava uma continuação, quando na verdade não foi essa a proposta do livro. Me frustrei um pouco, mas tudo bem, eu sabia que corria esse risco haha. De qualquer forma o personagem foi muito bem desenvolvido e com certeza valeu a leitura!
         As duas leituras são de certa forma leves. Além do romance, ambos os livros também tratam muito de problemas familiares  e crise de identidade. São livros pra refletir sobre quem realmente somos e quem gostaríamos de ser, se estamos vivendo de forma plena e completa, aproveitando tudo o que a vida tem para nos oferecer ou se só estamos seguindo planos impostos por alguém.
Recomendo muito pra quem gosta de um bom romance, nada “água com açúcar” haha. Espero que tenham curtido e me contem o que vocês acharam desses livros!

Youtube | Instagram | Twitter | WeHeartit | Skoob | Pinterest |Facebook

 

Anúncios

3 comentários sobre “Apenas Um Dia & Apenas Um Ano – RESENHA

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s