A Última Carta de Amor – RESENHA

img_1594s
Título: A Última Carta de Amor
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca

Ano: 2012 
Páginas: 378
Sinopse:
“Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta à casa com o marido, ela tenta, em vão, recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer falta alguma coisa. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalhava. Obcecada com a ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte porque ela mesma está envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar “B”, sem desconfiar que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas do seu próprio relacionamento.”
Esse livro começou com uma leitura muito arrastada, confesso que não estava entendendo porque tanta gente falava bem dele. Afinal ao começar o livro já tem uma séria de elogios feitos por diversas pessoas.
 img_1636s
De um lado temos Ellie, uma jornalista que está envolvida com um homem casado e de certa forma está perdida na vida. E 40 anos antes, temos Jennifer com seu marido “exemplar” em uma sociedade onde a mesma precisa ser a esposa perfeita sem muitos questionamentos perante a qualquer assunto.
É  evidente o drástico contraste dessas duas diferentes épocas que o livro retrata e isso é incrível. Que bom que evoluímos hein haha.
Quando finalmente a história parou de se arrastar e tomou um rumo, Jennifer começou a de fato investigar sua própria vida, e o livro ficou fantástico conforme os pequenos detalhes que descobrimos junto com ela. Em alguns capítulos a história se transformou, da “água para o vinho”, e comecei a me envolver na trama como se fosse a minha vida sendo descrita hahaha. O fato de ter demorado quase metade do livro para isso acontecer é um ponto negativo, mas tudo o que acontece depois é tão bem desenvolvido pela autora que parece outro livro, e até te faz esquecer aquela parte chatinha do começo.
Um fator muito interessante e que eu só descobri no final do livro haha é de que cada carta/e-mail/mensagem que tem no começo de cada capítulo é uma “última carta” de pessoas aleatórias da vida real!
Adorei!

img_1640r

Jennifer me surpreendeu muito, as atitudes corajosas que a personagem tomou e os motivos de algumas decisões que a principio pareciam sem sentido me deixaram em choque. Quanto mais a trama se desenrolava menos eu acreditava nos acontecimentos, e me fez realmente pensar em como uma série de desencontros podem mudar completamente uma vida.
O final do livro é maravilhoso, o leitor torce para que Ellie faça a coisa certa e para que Jennifer tenha seu final feliz. Não tem como não ficar na torcida pelas duas e se surpreender com a resolução do mistério existente no final dessa história.
Um romance muito bem desenvolvido, sobre várias últimas cartas de amor, que vai conquistar o coração do leitor e talvez até faze-lo chorar.
Se você for do tipo “coração mole”, prepare os lencinhos.

Youtube | Instagram | Twitter | WeHeartit | Skoob | Pinterest |Facebook

Anúncios

4 comentários sobre “A Última Carta de Amor – RESENHA

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s