Resenha do Livro – A Menina que Roubava Livros

a menina que roubava livros resenha
Título: A Menina que Roubava Livros
Autor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca
Ano: 2007
Páginas: 383

“Quando a morte conta uma história você deve parar para ler”

Há quem diga que essa é uma leitura maçante, difícil e cansativa. Mas, sinceramente, não consigo entender como alguém poderia atribuir tais características à uma obra como essa.
Ao meu julgamento esse livro não poderia ser descrito como algo diferente de envolvente e brilhante.
O livro se passa durante a segunda guerra mundial no período nazista e conta a história de Liesel, uma menina de 10 anos, que logo no inicio do livro perde seu irmão em uma viagem. O destino seria um lar adotivo, onde sua mãe os entregaria para uma família alemã, como forma de protege-los. No enterro de seu irmão, o coveiro despercebidamente deixa cair um livro e Liesel o ajunta por instinto e de forma inocente, sem querer então, roubando seu primeiro livro “O Manual do Coveiro”, o primeiro de muitos que a garotinha viria a roubar. Os livros foram a companhia de Liesel por muito tempo durante esse período nazista, com eles e a ajuda de seu novo pai, a menina aprenderia a ler e a escrever.
Com uma narração um tanto peculiar, a morte toma a vez de nos presentear com essa história. Isso mesmo, a morte, que fascinada pela menina Liesel decidiu narrar sua história e contar como que Liesel Meminger conseguiu escapar dela três vezes. O autor foi fantástico ao escolher uma perspectiva tão diferente do que estamos acostumados, o que tornou sua obra única e grandiosa. E não se deixem enganar pela capa, pensando que tem algum “terror” nesse livro. Por envolver a morte, muitos pensariam que seria algo assustador ou sombrio, mas o autor insere tanta sutileza e simplicidade na narração que acaba quebrando qualquer conceito que tenhamos sobre a morte. Abordando assuntos como medo, comportamento, sofrimento e coragem, posso dizer que me encantei pela forma como a “dona morte” vê o mundo e enxerga as pessoas. Ela torna praticamente impossível não se emocionar e amar a pequena Liesel.
”Uma última nota de sua narradora: Os seres humanos me assombram.”
Confesso que foi um dos melhores livros que eu já li, e indico pra todos que têm a leitura como uma paixão. Vocês devem saber que já existe uma adaptação dessa história, e o filme ficou muito bom, mas o livro é imensamente melhor. Então se acharem que esse livro é um pouco monótono e arrastado no início, não desistam dele, quando menos esperarem estarão envolvidos pela história de Liesel e querendo devorar todas as páginas. Sério, confiem! Haha
Youtube | Instagram | Twitter | WeHeartit | Skoob | Bloglovin | Pinterest |Facebook
Anúncios

Um comentário sobre “Resenha do Livro – A Menina que Roubava Livros

  1. Um dos livros que mais me marcaram, sem dúvida.
    E posso compartilhar um dos meus trechos preferidos?
    “- Que tal um beijo, Saumensch?
    Ficou parado mais alguns instantes, com água pela cintura, antes de sair do rio e lhe entregar o livro. Tinhas as calças grudadas no corpo e não parou de andar.
    Na verdade, acho que ele sentiu medo. Rudy Steiner ficou com medo do beijo da menina que roubava livros. Devia ter ansiado muito por ele. Devia amá-la com uma intensidade incrível. Tanto que nunca mais tornaria a lhe pedir seus lábios, e iria para a sepultura sem eles”. ❤
    Bjs,
    Alê
    https://oslivrosquevivi.wordpress.com

    Curtir

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s