Resenha do livro • O Apanhador no Campo de Centeio

IMG_8422 modified
Editora: Editora do Autor
Autor: J. D. Salinger
Publicação: 2012
Gênero: Clássico
Páginas: 208
Saiba mais: Skoob
Minha avaliação: ★★★★
É muito provável que você não tenha lido esse livro, mas que tenha ouvido falar dele em algum lugar!! Isso porque O Apanhador no Campo de Centeio (The Catcher in the Rye) é um dos livros mais censurados nos EUA e tornou-se um dos best-sellers mais lidos no mundo, sendo o maior sucesso do autor J. D. Salinger.
É um livro clássico da literatura estrangeira, e está envolto de muitas polêmicas, desde a reclusão do autor por dar entrevistas, ser fotografado etc… até o assassinato de John Lennon em 1980. Pra quem não sabe, o assassino foi encontrado pela polícia enquanto estava lendo tranquilamente este livro, e quando questionado pelo motivo do assassinato ele respondeu ““ Leia O Apanhador no Campo de Centeio e você descobrirá porque o fiz. Esse livro é meu argumento ”. Além de que existem mais um ou dois relatos semelhantes envolvendo o livro! Assustador né?. Então apesar de não ser o meu estilo preferido de leitura, por todas as críticas maravilhosas feitas, e essas peculiaridades citadas acima, fiquei super curiosa pra ler essa obra!!
A história se passa em um final de semana de um adolescente de 16 anos chamado  Holden Caufield , que volta pra casa antes das férias pois acabou sendo expulso do colégio por más notas. Porém na volta pra casa ele decide adiar o confronto com a família e muda o rumo, com destino agora para Nova York.
É um livro com acontecimentos “banais”, que trata sobre o final de semana de um adolescente totalmente comum perdido em sua confusão mental. E o que torna esse livro tão incrível? A história que existe por trás da história. Conseguem me entender? Haha É um livro que fala de tudo, sem falar de nada. Espera que eu vou explicar!
A obra é narrada pelo Holden Caufield que conta sua vida com melancolia e cansaço, está sempre mudando de ideia sobre seus planos e sempre se vê realizando algo grandioso, quando na verdade não coloca nada em prática realmente. E chega a ser fascinante de tão transparente que ficam todos os sentimentos pelo qual ele passa, inclusive para os leitores na mesma faixa de idade é quase impossível não se identificar com ele em algum aspecto, principalmente nessa parte de se imaginar realizando grandes feitos! Por essas e outras que Holden Caufield acabou virando um ícone da rebeldia adolescente na época.
Existe toda uma reflexão nas entrelinhas do livro, sobre a vida, sobre o sentido das coisas, e é necessário prestar bastante atenção para não deixar passar despercebido. O livro foi “pioneiro” ao expor/estudar tão a fundo, e de forma totalmente clara e natural os pensamentos de um jovem na fase da adolescência  e é tudo realmente muito fiel e profundo, todas as suas angústias, anseios, solidão, rebeldia, e inclusive (e muito contraditório) o personagem é bastante consciente com tudo o que acontece a sua volta, existe certa maturidade por trás desse personagem. Não é a toa que o livro virou popular entre os jovens leitores da época, por ter sido bastante ousado em seu contexto, e causou até uma pequena revolução no comportamento da juventude americana.
Eu indico o livro não só para adolescentes mas para adultos principalmente, a linguagem é bem coloquial e com diversas gírias da época, e tendo a idade que for essa obra irá lhe ensinar algo , com certeza é uma leitura que só tem a acrescentar!
E aí, vocês já leram?
Se vocês curtiram a resenha e quiserem mais, me falem gente!! Que eu vou adorar saber, de verdade!! Podem ficar a vontade pra me indicar livros e se quiserem entrem lá no meu Skoob e olhem os livros que já li e tudo mais, que faço a resenha no maior prazer! Um beijão
Anúncios

6 comentários sobre “Resenha do livro • O Apanhador no Campo de Centeio

  1. Oi Fernanda, não conhecia esse livro e nem tinha ouvido falar ~meudeusondeéqueeuestava~ hahahaha nossa, super me identifiquei com a trama, essa coisa de se imaginar fazendo grandes coisas e nunca fazer de fato. Eu não daria nada pelo livro a julgar pela capa que não diz muita coisa, mas como diz o velho ditado bookaholic “nunca julgue um livro pela capa”. Obrigada por essa resenha, já vou colocar o livro na meta de leitura desse ano, porque esse ano eu estou trabalhando bastante na minha vida a prática das coisas, sabe? Deixar um pouco de lado as idealizações e por a mão na massa.

    Beijinhos!
    http://peixinhogeek.blogspot.com.br

    Curtir

    1. Ooi Iza!! Eu resisti um bom tempo pra ler esse livro também, achei que ia ser super chato mas eu amei! E a gente realmente se identifica bastante em alguns aspectos haha mas normal né, apesar de não ser o certo acabamos julgando pela capa porque afinal é o Marketing do livro, te entendo! Que bom que gostou lindaa, fico feliz, espero que tu curta a leitura tanto quanto eu! Beijão!!

      Curtir

    1. Izaa teu comentário veio menina, inclusive até já respondi hahaha e sobre realizar mais, eu também tô nessa, inclusive vou fazer um projeto aqui no blog e no canal pra me motivar a finalmente realizar coisas que fico adiando, acho que o legal é impôr uma meta mesmo! (razoável né) haha beijão!

      Curtir

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s